Era Porcelana


Sou como uma casa velha de assoalho ruidoso
Com centenas de quadros pintados a mão, amontoados em um porão
Cada pedaço de uma parede em tons pasteis
É como um mergulho a uma vida jamais vivida.
Não tenho métodos para seguir em uma estrada como meus irmãos.
Eu não sou uma pessoa.
Não sou humano.
Não pertenço a lugar algum mas à todos os lugares que eu possa estar.
Sou frágil e tenho diversas rachaduras pelo corpo
Meu integro continua intacto
Mas minhas mãos e meus pés estão quebrados
Não me toque sem antes ter tocado um vaso quebrado....

" Tenho mil segredos escondidos pelas cidades, tenho escrito em papeis amarrotados alguns segredos mágicos, deixo-os enrolados com uma fita abaixo de algumas árvores nas praças das cidades aonde eu passo. Vivi presa por um tempo, onde não pude ter um dia de respiração tranquila, agora estou marchando lentamente pela grama molhada da chuva passada, meus olhos que antes viam apenas uma brecha de luz agora vê todas as estrelas em um largo campo de visão. "

14 comments:

  1. Fico sem palavras pra descrever o que sinto quando leio teus escritos

    ❤ abraços quentinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que gentileza, obrigada.

      Delete
  2. Que blog querido! Tanta paz! <3

    ReplyDelete
  3. Que lindo, Anite. Amei ler suas palavras ♥

    ReplyDelete
    Replies
    1. E eu amo ler as tuas. ♥

      Delete
  4. Identifiquei-me com muitas de suas metáforas e achei linda a iniciativa descrita no último parágrafo!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que bom que gostas e te identifica. <3

      Delete
  5. Tuas palavras são sempre tão lindas, livres e sinceras.
    Queria eu conseguir escrever assim...e mais, gostaria de ter coragem de publicar as coisas que escrevo.

    Abraços

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olhe, acredite que não sou de postar tudo o que escrevo. Mas aos poucos estou me adaptando ao ambiente virtual. Tente, as vezes é bom saber que alguém é compatível com seus pensamentos. ♥

      Delete
  6. Estou encantada com suas palavras... Dizem tanto nessa simplicidade.

    ReplyDelete
  7. ah anite, de fato porcelana, gostei muito... e todas essas estrelas, soa com liberdade.

    passe bem *.*

    xoxo

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada amigo, amo sua presença.

      Delete