Quanto tempo, diário.

Não quero estar aqui, e não sei para onde ir - Charles Bukowski


 




De tempos em tempos eu preciso ir, apenas ir. Se por alguma razão cósmica você me acompanha aqui neste pequeno diário, me perdoe por desaparecer e deixar este lugar parado e quieto demais. Confesso que minha quietude é sim algo que me define, porém não fico tanto tempo longe de casa, mas dessa vez eu tive que me adaptar a algumas mudanças desse sistema planetário.

Estive passeando por alguns planos atrais e notei que não tenho escrito lá. E o que é pior, nem lá, nem cá. Não tenho escrito em nenhum lugar e isso é uma 'quase morte'. Decidi ficar ausente da casa virtual pois minhas barreiras contra ela estavam mais fortes do que permanecer aqui e escrever coisas banais e sem um fundo de sentimento. Deixarei meus fragmentos secretos para os posts posteriores. Por enquanto vim aqui apenas reorganizar este lugar, varrer, aspirar e (i)lustrar esse cantinho pessoal.

Vamos mergulhar nossa alma em algumas inspirações um pouco, todos os dias. E sermos o que somos de verdade. Seremos como as estrelas do alto da montanha, que brilham mais que em qualquer lugar. Seremos flor de campo, azuladas e violetas. Seremos como baús secretos, guardando tesouros mágicos de uma vida carregada de calmaria.

Coisas que curam/parte dois:

1. Tomar água e pensamentos positivos
2. Olhar noite estrelada de Van Gogh
3. Meditar
4. Chuva

6 comments:

  1. Vim correndo ler, pois tenho a certeza de que tudo que escreves tem em cada letra, em cada vírgula um brilho, é como se das tuas palavras saltassem pó brilhoso. Fico feliz em ver você de volta. Abraços de luz

    ReplyDelete
    Replies
    1. tu és uma amiga linda, amo que estejas aqui. <3

      Delete
  2. Anite, que alegria ver você escrever novamente! você fica tão ausente quanto eu, e me sinto exatamente como você. Mas volte a inspirar a gente com palavras indiretas mais doces ^-^ saudades de ti moça ♥

    ReplyDelete
    Replies
    1. Jojo, quanto tempo mesmo. Palavras lindas.

      Delete
  3. Quantas sensações lindas e indescritíveis acompanham as tuas palavras. Mais do que palavras li sentimentos nas tuas postagens. Parabéns.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fico muito grata por sua visita. <3

      Delete